Inflação interna segue alta e pressiona indústria de calcário de SP

A gestão da indústria de calcário paulista convive com notícias positivas e preocupantes, ao mesmo tempo. Um dos itens que estão merecendo cuidado são os custos.

A inflação interna, que leva em conta os principais insumos utilizados pelo setor, tem apresentado variações que dificultam a tomada de decisão. Embora com um recuo em dezembro do ano passado, o índice mais recente está bem acima da inflação oficial.

O levantamento é realizado pelo Sindical. A inflação interna dos custos leva em conta parâmetros, como investimentos e gastos gerais – incluindo recursos humanos – para a produção de uma tonelada de calcário, no período de um ano. No total, são nove itens avaliados.

Em outubro do ano passado, a inflação do setor ficou em 32,1%. O índice de novembro apresentou alta, indo a 34,5%. Já em dezembro, o dado mais recente, apresentou recuo, para 27,4%. Os dados resultam da comparação com igual período de 2020.

Óleo diesel e lubrificantes, com variação de 65,4%, foram os campeões de alta em dezembro. Acessórios de moagem variaram 58,9% para cima. Já pneus ficaram 54% mais caros.

Esse cenário afeta, por exemplo, o ganho trazido pelo maior consumo de calcário no agronegócio paulista em 2021. A alta foi de 18%, conforme mostramos aqui.

O estudo da inflação interna mostra ainda o impacto de cada item nas atividades da indústria de calcário. Por esse fator, qualquer alta dos diesel e lubrificantes é bastante negativa para os resultados do segmento. O peso do diesel é de 6,5 pontos percentuais, enquanto os pneus, por exemplo, têm impacto de 1,6 ponto.

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) realizou pesquisa em dezembro do ano passado, mostrando que a alta ou mesmo o desabastecimento dos insumos preocupa 60% dos empresários. Veja aqui o estudo da CNI.

0 0 votes
Avaliação do Artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Converse conosco
Precisa de ajuda?
Olá, em que podemos ajudar?