main-header

Estratégico, calcário vira tema de pesquisa na academia e nos negócios

Integrante da cadeia de insumos da agricultura, o calcário agrícola está chamando a atenção dos vários segmentos da sociedade. Recentemente, o Sindical (Sindicato das Indústrias de Calcário e Derivados para Uso Agrícola do Estado de São Paulo) foi consultado para avaliações sobre a importância desse corretivo na agricultura e nos negócios do Brasil.

Avaliações sobre a agricultura, feitas em faculdades e por consultorias, tiveram o produto como tema.

Uma delas veio da estudante Dayane Gomes dos Santos, de 22 anos. Ela mora em Belém (PA) e cursa o 10º semestre de Agronomia na Universidade Federal Rural da Amazônia. Corretivo agrícola foi o tema que ela escolheu para o trabalho de conclusão de curso, o TCC.

“Escolhi o tema pelo fato de o corretivo agrícola ser um dos insumos mais importantes e capazes de corrigir a acidez do solo. Fato este que para a Região Norte, que tem solos ácidos e pobres em nutrientes, seu uso se torna imprescindível antes de semear, contou Dayane, em entrevista via e-mail.

Segundo ela, apesar dessa condição, o agricultor não utiliza deste insumo em sua propriedade como deveria, “por motivo cultural da região”.

Para a universitária, a calagem tem função fundamental para os solos brasileiros, pois contribui para o aumento de produtividade e desenvolvimento das culturas que alavancam a economia do País. ”Acredito que, como qualquer outro tema, ainda existam dúvidas entre os estudantes. Precisamos que mais pesquisas sejam desenvolvidas no nosso país sobre o assunto”, avaliou. 

A estudante diz que a Região Norte ainda precisa avançar em suas pesquisas e principalmente, no uso de corretivos agrícolas, entre outros insumos. “Por motivo cultural, o desempenho da agricultura regional deixa a desejar e não colabora tanto para o mercado nacional”, escreveu.

Cadeia do Agronegócio

Já no mês de agosto, especialistas que buscam entender a cadeia produtiva do calcário agrícola estiveram reunidos com o diretor executivo do Sindical, Euclides Francisco Jutkoski, em Rio Claro. Eles integram o Centro de Pesquisa e Projetos em Marketing e Estratégia (Markestrat), coordenada pelo professor Marcos Favas Neves. Atualmente, Neves é um dos principais especialistas em análise de dados na área agrícola.

A indicação partiu da área de calcário da Votorantim Cimentos, que, no encontro, estava representada pelo gerente de negócio Ricardo Alexandre Ribeiro Santoro. A Votorantim é associada Sindical.

Representando João Bellato Júnior, presidente do sindicato patronal, Euclides explicou aos consultores da Markestrat, Marina Biagi Barros e Vinícius Trombin, a relação do calcário com a cadeia do agronegócio. Itens como impacto dos impostos, administração das empresas produtoras e comunicação com o consumidor foram avaliados.

Os consultores também visitaram empresas produtoras e consumidores em vários estados brasileiros.


Cartilha - Metodologia Oficial de Análises de Corretivos de Acidez

Boletim Calcário 2017

Busca rápida

Login

Entrevista - Canal Rural

Importância da Calagem

Espaço do Agricultor

YoutubeTwitterFacebook