main-header

Linha de financiamento aliviará capital de giro das empresas

O governo criou um financiamento de capital de giro para empresas com faturamento de até R$ 10 milhões por ano. Os recursos do Proger Urbano para Capital de Giro são para o alívio das empresas, sendo disponibilizada pelo Banco do Brasil e pela Caixa Econômica Federal.

A informação foi passada ao Sindical pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). A Resolução nº 850, de 18 de março de 2020, criou a linha, tem teto financiável de R$ 500 mil e prazo de até 48 meses, sendo até 12 meses de carência.

A principal finalidade é apoio financeiro, para atender necessidades básicas de capital visando a manutenção dos negócios e a geração e a manutenção de empregos. Por isso, os itens financiáveis são os relativos ao ciclo operacional da empresa.

A linha não contempla bens destinados ao consumo, duráveis ou não duráveis, não relacionados ao empreendimento.

O limite de financiamento é de até 100% do crédito aprovado, até o limite de R$ 500 mil por empresa. Nesse limite está vedado o uso de crédito rotativo.

A linha apresenta como encargos a Taxa de Longo Prazo (TLP), acrescida de taxa efetiva de juros de até 12% ao ano, que, em março de 2020, poderia chegar até 17,8% anuais.

Informações sobre a linha podem ser obtidas no Banco do Brasil ou na Caixa. Veja a íntegra da resolução 850 – clique aqui.

O governo também apresentou site com medidas que podem beneficiar as empresas, divulgadas em função do porte do empreendimento  - veja aqui

 
 

Importância da Calagem

Cartilha - Metodologia Oficial de Análises de Corretivos de Acidez

Boletim Calcário 2017

Busca rápida

Login

Entrevista - Canal Rural

Espaço do Agricultor

YoutubeTwitterFacebook