main-header

Consumo de calcário no estado de SP deve crescer em 2020

O consumo de calcário no estado de São Paulo deve crescer em torno de 15% em 2020. A previsão é do presidente do Sindicato das Indústrias de Calcário e Derivados para Uso Agrícola do Estado de São Paulo, João Bellato Júnior.

A alta na comparação com 2019 surgirá com a ampliação na correção da acidez do solo por segmentos do agronegócio paulista, como o sucroalcooleiro.

Bellato alerta que o índice não pode ser festejado com intensidade. Parte dos agricultores deixou a prática de lado em anos anteriores, por falta de financiamento. Daí os números previstos serem uma recuperação do mercado, ante os anos de recuo.

A seção "Palavra do Presidente" traz a análise de Bellato, resultado do contato com os associados durante a assembleia geral do sindicato, realizado no último dia 6 de dezembro, em Rio Claro. Clique aqui para acessar a seção.

A assembleia contou com a apresentação do economista Guilherme Moreira, coordenador do Índice de Preços ao Consumidor da Fipe. Moreira também se mostrou otimista quanto à economia nacional em 2020.

Já o diretor executivo do Sindical, Euclides Francisco Jutkoski, divulgou as questões administrativas da entidade ao longo de 2019, além das práticas que serão adotadas em 2020.

Uma delas é a segunda etapa do calendário de palestras sobre a importância da calagem, que está sendo desenvolvido em parceria com faculdades de Agronomia no estado. A ação marca os 30 anos de atividades do Sindical.

 
 
 
 
 
 
 
 
 

Importância da Calagem

Cartilha - Metodologia Oficial de Análises de Corretivos de Acidez

Boletim Calcário 2017

Busca rápida

Login

Entrevista - Canal Rural

Espaço do Agricultor

YoutubeTwitterFacebook