main-header

Bellato assume a Abracal, que passa a ter sede em SP

O presidente do Sindicato das Indústrias de Calcário e Derivados para Uso Agrícola do Estado de São Paulo (Sindical), João Bellato Júnior, conduzirá também a diretoria da Associação Brasileira dos Produtores de Calcário Agrícola (Abracal).

A escolha ocorreu em assembleia no último dia 25 de junho, em Guarulhos (SP). Representantes de sete sindicatos estaduais de produtores participaram da assembleia e definiram, por aclamação, o nome de Bellato.

Na diretoria que encerra o mandato, Bellato, dirigente da empresa Partecal, era o vice-presidente da entidade nacional.

A diretoria tinha como presidente Oscar Alberto Raabe, do Rio Grande do Sul. Iniciado no último dia 1º de julho, o mandato de Bellato e demais diretores irá até 30 de junho de 2021.  Durante a assembleia, os dirigentes prestaram uma homenagem a Raabe, que há quase 30 anos atua no sindicato gaúcho e há 23 anos é dirigente da Abracal.

Seguindo o estatuto da Abracal, a sede da associação nacional será em Rio Claro (SP), junto do prédio do Sindical. Antes, a sede ficava em Porto Alegre (RS).

Além de São Paulo e Rio Grande do Sul, estiveram presentes representantes de Minas Gerais, Mato Grosso, Paraná, Bahia e Goiás. Euclides Francisco Jutkoski, diretor do Sindical, também atuará junto à Abracal.

“Devemos seguir a linha de Raabe, que ouviu o associado, incentivou o trabalho em equipe e apontou a necessidade de o setor ter maior representatividade junto aos órgãos públicos”, disse Bellato.

Produtividade do campo é um dos focos do novo presidente, quanto ao trabalho de divulgação da calagem. “O Brasil ampliará sua oferta de alimentos para consumo interno e para exportação na medida em que a calagem ganhar mais espaço”, disse.

Um dos produtos usados nesse processo é o calcário. “Na calagem, que corrige a acidez do solo para plantio e pastagem, está em jogo a rentabilidade do negócio do agricultor”, lembrou o novo presidente.

Os impostos são outro tema do novo presidente. Após a Nova Previdência, o Congresso Nacional deve avaliar a Reforma Tributária. Para Bellato, a Compensação Financeira sobre a Extração Mineral (CFEM) e o Convênio 100, que envolve o ICMS, necessitam ser avaliados.

Diretoria para o mandato de 01/07/2019 A 30/06/2021

Diretor-Presidente: JOÃO BELLATO JÚNIOR (SP)

Diretor Vice-Presidente: ANSELMO VASCONCELLOS NETO (MG)

Diretor 1º Secretário: KASSIANO RIEDI (MT)

Diretor 2º Secretário: ROBERTO ZAMBERLAN (RS)

Diretor 1º Tesoureiro: LUCIANO BUZATTO (PR)

Diretor 2º Tesoureiro: SÉRGIO PEDREIRA DE OLIVEIRA SOUZA (BA)

Conselho Fiscal

Presidente: JOSÉ ANTÔNIO VITTI (GO)

Relator: FÁBIO RAMOS VITTI (SP)

Membro: MARCOS BERTOLINI (PR)

Diretores Executivos

FERNANDO CARLOS BECKER (RS)

EUCLIDES FRANCISCO JUTKOSKI (SP)


Importância da Calagem

Cartilha - Metodologia Oficial de Análises de Corretivos de Acidez

Boletim Calcário 2017

Busca rápida

Login

Entrevista - Canal Rural

Espaço do Agricultor

YoutubeTwitterFacebook