main-header

Definida convenção coletiva dos trabalhadores na indústria de calcário

Funcionários das indústrias de calcário agrícola no Estado de São Paulo terão reajuste de 10,33% em seus salários. A convenção coletiva entre patrões e empregados foi assinada no último dia 4 de dezembro.

Pela convenção, o piso salarial da categoria passa a ser de R$ 1.106,60, ou R$ 5,03 a hora trabalhada. Os valores serão retroativos a 1º de novembro desse ano, tendo validade até 31 de outubro de 2016.

As empresas foram representadas pelo Sindicato das Indústrias de Calcário e Derivados para Uso Agrícola do Estado de São Paulo (Sindical). “Buscamos garantir a valorização do trabalhador, conjugado ao cenário vivido por nossas associadas”, disse João Bellato Júnior, presidente do Sindical.

A Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Extrativas do Estado de São Paulo e sindicatos regionais representaram os trabalhadores. Anteriormente, o piso era de R$ 1.000,00, ou R$ 4,54 por hora.

A Participação nos Lucros e Resultados (PLR) será de R$ 1.300,00, podendo ser paga em até duas vezes – a primeira parcela até 15 de junho próximo e a segunda, 31 de outubro.

O vale alimentação ou cesta básica foi acordado em R$ 230,00. Indústrias associadas podem solicitar detalhes do acordo à equipe administrativa do Sindical.

Importância da Calagem

Cartilha - Metodologia Oficial de Análises de Corretivos de Acidez

Boletim Calcário 2017

Busca rápida

Login

Entrevista - Canal Rural

Espaço do Agricultor

YoutubeTwitterFacebook